terça-feira, 12 de setembro de 2017

ESPECIAL 10 ANOS: Coluna de Metal - Santos

No terceiro post da série em comemoração aos dez anos do início do projeto, um dos monumentos mais curiosos e desconhecidos de todos.

Motivo da primeira postagem desta página, revisitamos a "Coluna de Metal", parte de um antiquíssimo bebedouro para burros que havia em frente à Alfândega de Santos, no início do século passado. Uma verdadeira relíquia, que passa despercebida por muitos, mas tem muita história para contar.



Se depender da boa conservação desse monumento, ele ainda testemunhará muita coisa do agitado centro de Santos. Pelo menos pelos próximos dez anos...

Saiba mais sobre essa desconhecida atração da Praça da República no site Novo Milênio, do jornalista Carlos Pimental Mendes. Onde, aliás, você pode saber mais sobre nosso projeto.


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

ESPECIAL 10 ANOS: Monumento a Gafrée e Guinle

Na primeira parte do nosso especial de dez anos, mostramos um bom exemplo de monumento conservado na última década. Agora, na segunda parte, temos um caso contrário.

Situado a poucos metros de Braz Cubas, o monumento a Gafrée e Guinle possui um triste caso de depredação: um dos itens do equipamento erigido em homenagem aos fundadores da Companhia Docas de São Paulo foi "amputado". Em 2007, registramos uma das pernas do elemento seriamente rachado. Agora, dez anos depois, não só esse membro inferior esquerdo como o direito foram arrancados de vez.



Em matéria do jornal A Tribuna em 2015, a Prefeitura de Santos já havia reconhecido o problema da depredação de monumentos, informando inclusive que esse local no centro da cidade era um dos mais visados pelos vândalos. Lamentavelmente, a situação persiste e até piora.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

ESPECIAL 10 ANOS: Monumento a Braz Cubas

Em comemoração aos dez anos do início deste trabalho, começamos hoje uma nova série. Vamos revisitar alguns dos monumentos e registrar as mudanças que aconteceram na última década.

Para iniciar esse especial, um dos monumentos mais antigos de Santos: o Monumento a Braz Cubas, fundador da cidade. Inaugurado em 1908, acompanhou toda a transformação da cidade, de local pacato a uma das principais cidades do País.


Em dez anos, pouco mudou em seu entorno. Apenas as árvores e arbustos cresceram. A manutenção do monumento merece destaque e elogios. Situação bem diferente de um equipamento próximo dali, do qual falaremos em um próximo post.

sábado, 21 de novembro de 2015

Homem nu sobe em monumento a Vicente de Carvalho

Nem só das depredações e do esquecimento padecem os monumentos. Uma cena inusitada ocorreu na sexta-feira (20) em Santos, quando um homem nu, aparentemente desorientado, subiu no monumento ao "poeta do mar" Vicente de Carvalho, em Santos. O fato foi registrado pelo jornal A Tribuna neste sábado (21). Clique na imagem para ler a matéria.


segunda-feira, 27 de abril de 2015

Novo flagra de depredação a patrimônio em Santos

Reprodução/Facebook


Mais um monumento no Centro de Santos foi vítima da ação de vândalos, que picharam a estátua de Bartolomeu de Gusmão na Praça Rui Barbosa. A imagem foi registrada pelo próprio secretário municipal de Cultura, Fábio Nunes, o Professor Fabião.

Como apontado pelo próprio titular da Secult, são frequentes os ataques aos monumentos santistas, especialmente no Centro de Santos. Mais que um problema de segurança pública, uma demonstração de falta de respeito e de desprezo à memória da história da cidade e do País.

Durante os ensaios de nosso trabalho, registramos, em 2007, ações de manutenção no monumento a Bartolomeu de Gusmão.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Mais um ato de vandalismo contra monumento em Santos

Reportagem publicada nesta quinta-feira em A Tribuna mostra mais um ato de vandalismo contra um monumento do Centro de Santos. Infelizmente, não é a primeira vez que isso acontece em um dos mais novos patrimônios urbanos da cidade.

Inaugurada em 2012, o monumento em homenagem ao Corretor de Café, situado no bulevar da Rua XV de Novembro, próximo à Bolsa do Café, foi vítima de depredação poucos dias após retornar a seu posto, depois de um período de reparos justamente por outro ato de vandalismo ocorrido anteriormente.

O histórico de depredações à estátua impressiona. Matéria do G1, de agosto/2012, mostra outra depredação contra o monumento, pouco tempo após sua inauguração.

Lamentavelmente, é mais uma prova da falta de educação e consciência de muitas pessoas quanto aos monumentos públicos.

Confira abaixo a matéria: